NAVEGANTES REGISTROU MAIS DE 40 CASOS DE VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS EM 2020

O mês de maio é chamado para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, o Maio Laranja. Em Navegantes, a Lei nº 3.480, de 18 de maio de 2020 “institui o mês maio laranja dedicado à realização de ações voltadas ao combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes”.

O Maio Laranja não é apenas uma data figurativa, para encher balões durante o mês, mas sim para ser lembrado e trabalhado constantemente, visto que o município de Navegantes possui dados negativos que precisam ser mudados. Conforme o Conselho Tutelar, no ano de 2020, foram atendidos 42 casos de violência sexual contra crianças ou adolescentes no município.

No ano de 2021, já estamos com a triste marca de 12 casos de violência sexual contra crianças atendidos pelo órgão de proteção. Em março, chegou ao conhecimento das autoridades que uma menina de 12 anos, moradora do bairro São Paulo, engravidou após ser abusada sexualmente pelo padrasto. Os abusos eram realizados desde que a menina tinha oito anos de idade. O autor, Helio Chagas de Moraes, de 46 anos, encontra-se foragido.

Hélio Chagas de Moraes, acusado de estuprar a enteada de 12 anos, em Navegantes.

O perigo mora em casa

Assim como o caso da menina de Navegantes, mais de 70% dos abusadores infantis são familiares próximos às vítimas, como pai, padrasto ou outro familiar. No ano passado, com a reclusão social, crianças se tornaram ainda mais vulneráveis. 

Canais de Denúncias agora contam com WhatsApp

A violência sexual contra crianças deixa marcas físicas e psicológicas e, por isso, precisa, amplamente, ser combatida. Qualquer pessoa que testemunhar, souber ou suspeitar que criança ou adolescente seja vítima de abuso, violência ou negligência, pode denunciar de forma anônima nos canais abaixo.

Conselho Tutelar de Navegantes – (47) 99657-9979 (plantão 24h)

Polícia Militar – 190

Disque 100

WhatsApp (61) 99656-5008

Deixe esse número de WhatsApp salvo no seu celular, nunca se sabe quando uma criança precisará de ajuda.