governador sc

MEDIDAS DE DISTANCIAMENTO SOCIAL SALVAM VIDAS NO ESTADO

Atualizado 21 de Maio, 2020 por editor

Pouco mais de dois meses após adotar as medidas de isolamento social, Santa Catarina já colhe resultados positivos no combate à pandemia do novo coronavírus. O Estado foi o primeiro a restringir a circulação de pessoas para evitar a disseminação da doença. Como consequência, hoje se encontra em uma condição favorável em relação ao restante do país, com a menor taxa de letalidade entre os estados do Sul e Sudeste e a terceira menor do país (1,7%). 

O governador Carlos Moisés atribui esse resultado a três fatores: o empenho dos catarinenses na adoção das medidas de isolamento social, o esforço do governo do Estado na ampliação da infraestrutura hospitalar e a dedicação dos profissionais da saúde que estão na linha de frente.

“Salvar vidas é a nossa prioridade. Nossa taxa de letalidade é 3,8 vezes menor que a do Brasil. Isso significa que um paciente que recebe tratamento para o Coronavírus em SC tem quase quatro vezes mais chances de cura, na comparação com a média dos outros estados”, expõe. 

Ele alerta, no entanto, que o resultado positivo não pode ser motivo para descuidos daqui pela frente: “A população aqui faz a parte dela e deve se manter consciente, só sair de casa quando realmente necessário. E, se precisar, sempre usar máscara, manter distanciamento e higienizar as mãos constantemente”.

Confira os resultados já alcançados por Santa Catarina

– A taxa de letalidade de 1,71% dos catarinenses é a menor entre os estados do Sul e Sudeste e a terceira menor do Brasil, conforme os dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira, 20.

– No Brasil, um em cada 11 mil brasileiros perderam a vida em razão da Covid-19. Em Santa Catarina, a pandemia vitimou um em cada 76 mil catarinenses. 

– Santa Catarina tem 13 mortes para cada 1 milhão de habitantes, o sexto menor índice do Brasil. No país, a média é de mais de 89 óbitos por milhão de pessoas.

– O percentual de ocupação dos leitos de UTI de Santa Catarina, atualmente em 58%, é o segundo menor entre os estados do Sul e Sudeste. 

– Desde o início da pandemia, 396 leitos de UTI foram criados em todas as regiões, ampliando a capacidade do sistema público de saúde em Santa Catarina. Pacientes que recebem tratamento adequado e não ficam na fila têm mais chances de cura.

– O Estado tem hoje mais de 3,1 mil catarinenses recuperados e já realizou mais de 25 mil testes, o que ajuda a isolar imediatamente o paciente, e evitar a propagação do vírus. 

– Santa Catarina monitora de perto a ocupação dos leitos de UTI em todas as regiões e adota medidas específicas conforme cada situação, com apoio e autonomia para os prefeitos decretarem restrições mais rigorosas quando necessário: semana passada uma operação foi montada para equipar a Região Oeste, que tem apresentado maior crescimento de casos no momento.